BIOGRAFIA Alexandre Pires

Sedutor e carismático, Alexandre Pires é sucesso desde a época em que cantava no grupo de pagode Só Pra Contrariar na década de 90. Em carreira solo, o cantor, produtor, arranjador, dançarino, multi-instrumentista e compositor já vendeu mais de 18 milhões de discos no Brasil, América Latina, Europa e África. Isso mesmo, sua carreira internacional segue de vento em popa e Alexandre já fez grandes parcerias com cantores, como Alejandro Sanz, Gloria Stefan e Rod Stewart. Seu samba romântico e divertido não deixa ninguém parado seja onde for o show. Alexandre em cima do palco é sinônimo suingue, alto astral e uma voz deliciosa.

Família musical

Alexandre é filho de João Pires e Maria Abadia e irmão de Fernando. Ele nasceu em 8 de janeiro de 1976 em Uberlândia (MG). A música sempre esteve presente na família, já que os pais faziam parte de uma banda que se apresentava nos salões de baile de Uberlândia (MG). O pai era baterista e a mãe cantora. Aos 13 anos, Alexandre aprendeu sozinho a tocar cavaquinho e algum tempo depois compôs “Só Pra Contrariar” que foi gravada pelo grupo de samba de raiz Fundo de Quintal.

Na década de 90, Alexandre se joga de vez na música e forma o grupo “Só Pra Contrariar”, que tem ainda o seu irmão, Fernando, o primo Juliano e os amigos Serginho, Luisinho, Hamilton, Alexandre Popó e Luiz Fernando. O grupo começa se apresentando em Uberlândia e nas cidades vizinhas e o sucesso é tanto que eles logo ganham o Brasil.

Em 1993, a brincadeira fica profissional e o grupo lançado o primeiro disco “Que Se Chama Amor” com os sucessos “A Barata”, “Domingo”, “Outdoor” e a música que dá nome ao disco são tocadas nas rádios de todo o país.

Logo em 1994, sai outro álbum “Meu Jeito de Ser” e, mais uma vez, eles arrasam com os sucessos “Primeiro Amor”, “Você Vai Voltar pra Mim” e “Essa Tal Liberdade” e vendem mais de um milhão de cópias.

Os meninos não perdem tempo e em 1995 lançam “O Samba Não Tem Fronteiras” e os hits ficam por conta de “Tão Só", "Nunca Mais Te Machucar" e "Dói Demais".

Em 1996 eles investem no CD Ao Vivo “Só Pra Contrariar Futebol Clube - SPC ao Vivo”, que é gravado em São Paulo e não ficam de fora os sucessos “Domingo”, “Essa Tal Liberdade”, Tão Só” e “Tributo aos Mamonas Assassinas”, uma homenagem ao grupo que acabou após um acidente de avião fatal.

No ano seguinte, com produção de Alexandre, eles lançam “Depois do Prazer” e as canções “Quando é Amor”, “Depois do Prazer” e “Mineirinho” lhe rendem mais de 3,5 milhões de cópias vendidas e o prêmio World Music Awards, que é dado aos maiores vendedores de música.

E todo esse sucesso, estimula o grupo a gravar um álbum em espanhol, o “SPC Juegos de Amor” que vende de cara 700 mil cópias em países hispânicos. Em 1998, chega ao Brasil o VHS do grupo com imagens dos shows feitos em Buenos Aires, Montevideo e São Paulo.

Em 1999, chega às lojas “Interfone” e já no lançamento eles batem 1 milhão de cópias. Os sucessos ficam por conta de “Sai da Minha Aba (Bicão)”, "Interfone", "Machuca Demais" e “Santo Santo”, um dueto de Alexandre com a cantora cubana que mora nos Estados Unidos, Gloria Estefan. Esse trabalho rende uma indicação ao Grammy Latino.

No mesmo ano é lançado um box chamado ”10 Anos de Só pra Contrariar”, que tem dois CDs, um é o álbum “Interfone” com a nova faixa "Meu Segmento" e o outro é um single da canção "Santo Santo" em português com a participação de Gloria Estefan.

Em seguida vem “Bom Astral” com participação do cantor Jorge Bem Jor em “Balada da Noite”. Também tem "Você Virou Saudade", "Quem Dera", "Teu Olhar" e "Vem me Livrar Desse Abandono".

Em 2001, o grupo então decide apostar no CD e primeiro DVD “Acústico” que no repertório estão os sucessos do grupo, regravações e participações pra lá de especiais, como Gilberto Gil em “Mineirinho / Forró no Escuro”, Fábio Jr em “Essa Tal Liberdade” e Leonardo em “Solidão”. O lançamento destes álbuns marcam o último trabalho de Alexandre Pires no grupo.

Apesar dele sair em turnê com o grupo, o vocalista começa a investir em sua carreira solo e em 2002 ele sai definitivamente do SPC e seu último show é em Nova York para 14 mil pessoas.

O palco é só seu

Em carreira solo ele lança “É Por Amor”, que é focado no mercado internacional, portanto, o álbum sai com versões em português e em espanhol. Ele é produzido por Emílio Estefan, marido de Glória Stefan. Alexandre mudou o estilo e investiu em um repertório mais romântico com as canções “Você Roubou a Minha Vida”, “E por Amor”, “Longe de Você” e “Usted Se Me Llevó La Vida”.

A música "Usted Se Me Llevó La Vida" entra na trilha sonora da novela Porto dos Milagres.

Esse álbum rende o Grammy Latino na categoria "Engenharia de Som". A revista Billboard também premia o cantor no Latin Music Awards como "Melhor Artista do Ano".

Ainda em 2001, ele lança, pela BMG, "Minha Vida Minha Música", que tem músicas de diversos cantores, como “O que é O que é” e “Moleque Gonzaguinha”, do Gonzaguinha, “Eu Quero Apenas”, de Erasmo Carlos, além da atriz Susana Vieira narrando a faixa de abertura.

Em 2003, Alexandre coloca nas lojas “Estrela Guia”, que também sai com versão em espanhol para os países latino-americanos e Europa. Neste álbum, ele divide o microfone com os cantores espanhois Alejandro Sanz em "Solo Que Me Falta" e Rosário Flores em "Inseguridad". O hit "Amame" estoura nos países latinos e ganha a versão em português "Vem Me Amar". No Brasil, ele ganha disco de ouro.

Nessa mesma época, ele canta a música “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes para o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, na comemoração do mês da Independência Hispânica nos Estados Unidos. Por falar em terras americanas, o disco “Estrela Guia” também foi comercializado por lá e chega acompanhado de um DVD com os vídeoclipes que Alexandre já tinha gravado.

Em 2004, ele lança “Alto-Falante” com um repertório totalmente autoral, com exceção de “O que Você Fez”, de Jorge Vercilo. O álbum ainda conta com as participações de Fat Family em “Ao Sentir o Amor”, que toca muito nas rádios, Sampa Crew em “Putz, Putz”, Netinho de Paula em “É Hoje” e a dupla Caju & Castanha em “Navio Pirata”. “Coisa do Destino” é outro destaque desse trabalho.

Neste mesmo ano, ele lança mais um álbum que mescla músicas em portugês e em espanhol. “Alma Brasileira” tem sucessos de vários artistas, como “País Tropical”, “Um Día de Domingo”, “Bye, Bye Tristeza”, “Usted Abusó”, “Garota de Ipanema”, “Mas que Nada”, entre outros sucessos.

Em 2005 é a vez de “Meu Samba” que marca o retorno do cantor ao samba com os hits “Tira Ela de Mim”, “Apelo”, “A Deus Eu Peço”, “Cuidado com o Negão” e “Eva Meu Amor” que ficam entre as mais tocadas. Aliás, a faixa “Cuidado Com o Negão” entra para a trilha sonora da novela Cobras & Lagartos, da Rede Globo.

Em 2007, sempre de olho no mercado exterior, o cantor lança “A un ídolo” onde realiza o sonho de cantar apenas músicas do cantor espanhol Julio Iglesias.

No ano seguinte, ele grava em Uberlândia, sua cidade natal, o CD e DVD “Em Casa” e os destaques ficam para as canções "Pode Chorar", “Dessa Vez Eu Me Rendo”, "Delírios de Amor" com o Grupo Revelação, “Estrela Cadente” com Ivete Sangalo, “Cheguei Tarde Demais” com Daniel, “Depois do Prazer” com Alcione, “A Deus Eu Peço” com os cantores angolanos Yolá Araújo e Anselmo Ralph. O CD tem 14 faixas e o DVD 23, e nos dois não faltam “Sai da Minha Aba”, “Mineirinho” e “Cigano”.

Em 2010, ele lança “Mais Além” que é focado em músicas inéditas e "Eu Sou o Samba" que conta com a participação de Seu Jorge. "Quem é Você", "Erro Meu" e “Sissi” também se destacam. Em 2011, álbum ganha CD/DVD ao vivo: “Mais Além - Ao Vivo”, que além dos sucessos de “Mais Além”, também tem grandes hits de seus 20 anos de carreira, como “Mineirinho”, “Sai da Minha Aba” e “Pode Chorar” e um pout-porri de músicas em espanhol e outro de canções do Tim Maia.

Neste mesmo ano a Som Livre coloca nas lojas “Alexandre Pires e Amigos”, uma compilação dos duetos do cantor com cantores como Alcione, Caetano Veloso, Gloria Estefan, Fábio Jr., Leonardo e Seu Jorge, Bruno e Marrone, Tânia Mara, Alejandro Sanz, Gilberto Gil, entre outros. O álbum tem gravações ao vivo e também em estúdio.

Em 2012, chega às lojas o CD e DVD ”Eletrosamba”, com a participação de Cláudia Leitte em “Minha Solução”, Xuxa em Arco-Íris, Abadia Pires em “Sonhei e Acordei”, Só Pra Contrariar em “Recordações” e Mumuzinho na baladinha “Maluca Pirada”. A apresentadora Sabrina Sato também relembra sua carreira de bailarina dançando na música “Eu Vou Pra Cima” e a mãe de Alexandre e uma de suas maiores incentivadoras, Abadia Pires também canta com o filho em “Sonhei e Acordei”.

Breve retorno

Em 2013, a primeira formação do grupo é reunida novamente e Alexandre Pires sai em turnê com o Só Pra Contrariar para comemorar os 25 anos da banda. Nas apresentações estão as canções consagradas do grupo e também músicas inéditas. Destes shows saem os CD’s volume 1 e 2 e DVD “SPC 25 anos”, que é gravado em Porto Alegre.

De volta às apresentações sozinho

Em 2015, ele retoma a carreira solo e segue se apresentando com um novo show. O repertório tem sucessos da época em que estava no Só Pra Contrariar e de sua carreira solo, como “Cigano”, “Tira Ela de Mim”, “Essa Tal Liberdade”, “Domingo”, “Sissi”, “Pode Chorar”, “Mineirinho”, pout-porri com “Usted Se Me Llevó La Vida”, “Necessidade”, “Bum Bum Bum” e “Vem Me Amar”. O cantor também lançou o single “Barraqueira”, sua nova música de trabalho, que ele mesmo compôs.

Dias sem nenhum glamour

Em fevereiro de 2000, Alexandre Pires atropela e mata o vendedor José Alves Sobrinho, que estava em uma motocicleta. Ele tinha saído de uma boate em Uberlândia e trafegava além do limite de velocidade, porém o cantor não prestou socorro à vítima e fugiu do local do acidente. A vítima morreu três dias após o atropelamento. Ele diz que não estava bêbado, mas como fugiu do local não tem como comprovar se ele estava realmente falando a verdade.

Em 2012, Alexandre tem novamente problemas com a justiça. Ele é acusado de racismo por ter colocado homens vestidos de gorilas e mulheres negras de biquíni no vídeoclipe da música “Kong”. O cantor fica indignado e diz que tem muito orgulho de sua cor. O Ministério Público de Minas Gerais abriu investigação para apurar acusações de racismo e sexismo no vídeoclipe. O processo alega que há a "utilização de clichês e estereótipos contra a população negra e reforça estereótipos equivocados das mulheres como símbolo sexual." O jogador de futebol Neymar participa do vídeoclipe e também aparece vestido de gorila.

Vida amorosa

Alexandre é super bem casado com consultora de beleza Sara Lemos desde 2008 e com ela tem dois filhos, Julia e Arthur. Ele é completamente apaixonado por sua esposa e faz questão de estar sempre ao lado da família. Eles se casaram em Uberlândia e tiveram Ivete Sangalo como madrinha. Quem animou os convidados foi a banda Roupa Nova, uma das preferidas do noivo. Ela era promoter de um bar que Alexandre era dono. O cantor também é pai de Ana Carolina, de 23 anos, que mora com a mãe do artista em Uberlândia.

Mas antes do casamento, Alexandre namorou algumas mulheres famosas. A cantora Simony foi uma delas e o relacionamento durou cerca de três anos. Ela revelou em um programa de TV que o pagodeiro a traiu com a ex-dançarina do grupo de axé É o Tchan e apresentadora Carla Perez. Ele então engatou um tórrido romance com a loira, com quem ficou por dois anos. Nessa época, Carla era uma das mulheres mais desejadas do Brasil. Depois, Alexandre não resistiu a outra loira do É o Tchan e teve um relacionamento de sete anos com a dançarina Sheila Mello.

Momento complicado

Em 2011, o cantor ficou internado alguns dias no Hospital Santa Genoveva, em Uberlândia (MG) porque teve Síndrome Rabdomiólise, uma doença que provoca a morte das fibras musculares, que liberam seu conteúdo, que é tóxico, na corrente sanguínea e isso pode provocar insuficiência renal grave. Ele chegou com muitas dores musculares e vomitando, mas os rins não foram comprometidos. Ele teve que cancelar alguns shows, inclusive no Chile, para se recuperar totalmente. Além da equipe médica, ele se apegou a sua em Nossa Senhora da Abadia.