Sombras No Escuro

Sombras No Escuro
Escuro...
Medo de abrir os olhos
Não ver quem passa a seu lado
Apressado

Escuro...
Uma criança com medo.
Um velho doente,
Ter um sonho terminado

É o inesperado pra tudo
Vôo cego pra morrer
É um filho no útero
Com vontade de nascer
É um homem de trinta
Que não quis crescer

Escuro...
É o ser apaixonado
Amado e depois abandonado
É o Brasil sorrindo
Com seus dentes cariados

Pros que rezam pra Deus
E imploram um futuro
A miséria e a fome
São apenas sombras no escuro

É o inesperado pra tudo

Barão Vermelho - Supermercados da Vida
Versão do álbum:
COMENTÁRIOS