Wilson, Geraldo e Noel

Wilson, Geraldo e Noel
Eu bem que sabia
Que o samba que eu tinha na mente
Era diferente, com jeito de Wilson, Geraldo, Noel
Puxei a cadeira
Não bati mais papo
Peguei a caneta e o guardanapo
Passei o samba pro papel
Nos versos, joguei a malícia lá da malandragem
Correr da polícia tem que ter coragem
Malandro que dorme vai cedo pro céu
Peguei o meu samba e fui logo mostrando
A meiga Elizeth, ela disse sorrindo
Nego tem "tupeti"
Já pode sambar lá em Vila Isabel
Daí em diante eu já fui consagrado
Ó meiga Elizeth o meu muito obrigado
E do outro lado
Obrigado à Wilson, Geraldo, Noel

João Nogueira - João Nogueira - Raízes do Samba
Outra versão dessa música
COMENTÁRIOS