As Coisas São Como São

As Coisas São Como São
Às vezes quando a gente sonha
Sai fora da realidade
E cai nas armadilhas do coração
E finge que não vê as coisas como são

Fui eu que estraguei tudo
Fui eu que viajei na imaginação
Fui eu que fiz gol contra
Fui o meu próprio vilão

Você até que me queria
Mas nunca disse que me amava
Eu tinha em minhas mãos um boi
Achei que tinha uma boiada
Não jurou amar pra sempre
Não quis nem quer em enganar
Fui fundo nesse amor sozinhpo
E sozinho vou voltar
COMENTÁRIOS