Quebrando o Habito

Quebrando o Habito
Memórias consomem
Como abrir uma ferida
Estou me aborrecendo outra vez
Você supõe tudo
Estou a salvo aqui em meu quarto
(a não ser que eu comece tudo de novo)
Não quero ser aquele
Que as batalhas sempre escolhem
Pois no íntimo descubro
Que sou o mais confuso

Não sei pelo que estou lutando
Ou por que tenho que gritar
Não sei por que instigo
E digo aquilo que não quis dizer
Não sei como fiquei desse jeito
Sei que não está certo
Então estou
Quebrando o hábito
Quebrando o hábito
Esta noite

Dominando minha cura
Tranco a porta
Tento retomar minha respiração
Machuco muito mais
Do que já fiz antes
Outra vez fiquei sem opções

Não quero ser aquele
Que as batalhas sempre escolhem
Pois no íntimo descubro
Que sou o mais confuso

Não sei pelo que estou lutando
Ou por que tenho que gritar
Não sei por que instigo
E digo aquilo que não quis dizer
Não sei como fiquei desse jeito
Sei que não está certo
Então estou
Quebrando o hábito
Quebrando o hábito
Esta noite

Vou escrever nas paredes
Porque sou quem tem a culpa
Não vou lutar outra vez
Pois é assim que termina.

Não sei pelo que estou lutando
Ou por que tenho que gritar
Não sei isso é tão claro
Mas nunca para mim
Não sei como fiquei desse jeito
Sei que não está certo
Então estou
Quebrando o hábito
Quebrando o hábito
Quebrando o hábito
Esta noite
COMENTÁRIOS