Noite enluarada

Noite enluarada
Numa noite enluarada na beira da estrada
Eu te prometi
Que ia mas que eu voltava e que te amava
Mas tinha que ir

Lembro dos teus olhos tristes
Da alma que existe dentro de você
Foi duro mas eu fui embora
Peguei a viola no amanhecer

E passaram muitos anos
Não foi por engano que eu não voltei
É que aqui nessa cidade
Aprendi maldade, sei que te magoei

E eu fico aqui sozinho
Sigo meu caminho, sempre te amarei
Sei que o campo nunca muda
Você é o campo, eu é que mudei
COMENTÁRIOS