A Volta do Ponteiro

A Volta do Ponteiro
Se ela não quer, deixa pra lá,
Procure outro que eu sou muito moço pra chorar.
Se ela não quer, deixa pra lá,
Procure outro que eu sou muito moço pra chorar.

Já fiz recanto, fiz encantos, fiz poesia,
Pra ver se ela percebia,
Mas de nada adiantou,
Bati cabeça, passeis noites no sereno,
E ela não fez por menos,
Mesmo assim me desprezou.

Se ela não quer, deixa pra lá,
Procure outro que eu sou muito moço pra chorar.

Ela não sabe, que na volta do ponteiro,
Pra quem brinca o tempo inteiro,
Chega a hora de sofrer,
E há nesse mundo, mais mistério e magia,
Que toda filosofia,
Possa ao menos perceber.

Se ela não quer, deixa pra lá,
Procure outro que eu sou muito moço pra chorar.

COMENTÁRIOS