Ôrra Meu!

Ôrra Meu!

Eu tô ficando velho,
Cada vez mais doido varrido
Roqueiro brasileiro,
Sempre teve cara de bandido!
Vou botar fogo nesse asilo,
Respeite minha caducagem
Porque essa vida é muito louca
E loucura pouca é bobagem
Nunca fui de muito papo
E sei que meu negócio é farra
Pego na guitarra e não largo até pompéia gritar:
Muda o disco!
Juventude transviada para mim é conto de fada!
E quanto mais o rock rola mais a gente gosta,
Quanto mais dinheiro em jogo mais a gente aposta
Quanto mais o tempo passa mais eu quero me divertir
Me despir,
Me sentir,
Guerrilheiro,
Forasteiro,
Ôrra meu!

COMENTÁRIOS