Ciega, Sordomuda (Tradução)

Ciega, Sordomuda (Tradução)
Ciega, sordomuda (cega, surda-muda)

Se me acaba o argumento
E a metodologia
Cada vez que aparece a minha frente
Sua anatomia

Porque este amor já não entende
Conselhos e razões
Se alimenta de pretextos
E lhe faltam as calças.
Este amor não me permite
Ficar em pé
Porque até já me quebrou
Os calcanhares
Ainda que eu me levante voltarei a cair
Se você se aproxima nada é útil
Pra esta inútil

Bruta, cega, surda-muda
Desajeitada, irritada, teimosa
É tudo o que eu tenho sido
Por este amor me converti
Em uma coisa que não faz
Outra coisa além de amar você.
Penso em você dia e noite
Não sei como te esquecer

Quantas vezes tentei
Enterrar você em minha memória
E mesmo que eu diga que não
É outra vez a mesma história.
Porque este amor sempre sabe
Me fazer respirar profundo
Me trazendo pela esquerda
E brigando com o mundo.

Se eu pudesse exorcisar-me da sua voz
Se eu pudesse escapar do seu nome
Se eu pudesse arrancar meu coração
E esconder-me pra não me sentir
Novamente
Bruta, cega, surda-muda
Desajeitada, irritada, teimosa
É tudo o que eu tenho sido
Por este amor me converti
Em uma coisa que não faz
Outra coisa além de amar você.
Penso em você dia e noite
Não sei como te esquecer

Horrorosa, fraca, feia, desordenada,
Desajeitada, tonta, lenta, idiota, desengonçada
Completamente descontrolada
Você percebe e não me diz nada
Vê que minha cabeça virou um ninho
Onde apenas você tem abrigo
E não escuta o que eu digo
Veja bem o que vai fazer comigo.
COMENTÁRIOS