Reculuta
Corre as varas da porteira,vem chegando a reculuta
Potrada de queixo roxo,começo de lida bruta
Mouros,zainos e gateados,picaços e douradilhos
Gritos de 'Forma,cavalo!',serviço para os lumbilhos
Desde o preparo de doma,rédea,cabresto e bocal
Maneia de tira-teima, espora, mango e buçal
Cincha de tento torcido e u mtravessão de papada
Serigote retovado de manotaço e dentada
Um baio ruano escolhido para o peão namorador
Crioulo solto de pata,monarca e escarceador
Pois traz na anca de vaca um pesuelo de cantiga
Baio ruano preferido das prendas e raparigas
Não precisa pé de amigo nem precisam anunciá-lo
É só cantar as virtudes da alma desse cavalo
Pode levar de a cabresto o baio ruano falado
Mas nunca desacredite da força de seu estado
COMENTÁRIOS