BIOGRAFIA Tomate

Fabricio Kraychete
A música está na vida de Fabrício Tomate Cardoso Kraychete, o Tomate, desde os 15 anos, quando já era conhecido como Tomate - apelido dado na infância.O axé foi consolidado em sua carreira logo que ingressou no Rapazolla, onde permaneceu por sete anos.Hoje, já em carreira solo, demonstra maturidade como artista e compositor.Dirige um novo projeto em que pode misturar ritmos, influências e sons. No dia 27 Tomate gravou seu primeiro CD da carreira solo, na capital baiana, onde o cantor tem uma relação de amor eterno. O evento, que foi realizado na Área Verde do Othon, também foi marcado pelo seu laçamento a frente do Bloco Papa. Este foi o primeiro show do cantor em solo baiano, e por isso causou uma grande expectativa. O repertório foi definido por Tomate, entre as músicas estão Anjo Bom, Te Espero no Farol, I Love You Baby, Minha Vida é Você e E Agora?, grande aposta do cantor para o seu novo trabalho . Ele também é declarado torcedor do único clube BI-Campeão Brasileiro do Nordeste, o Esporte Clube Bahia. Em 1º de maio de 2010 gravou seu primeiro dvd da carreira solo, em Belo Horizonte, MG.
Começou a se envolver com a música, quando tinha 15 anos, se apresentando em oficinas e festivais promovidos pelo colégio. Tomate, foi integrante do grupo Rapazolla, por sete anos. E recebeu Prêmios de "Cantor revelação" e "Música do Carnaval".[

Em 2010, Tomate se apresentou no Festival de Verão de Salvador. No dia 18 de setembro de 2009 o cantor Tomate e sua noiva Cristina Rocon subiram ao altar da Catedral Basílica de São Salvador, no Terreiro de Jesus, em Salvador (BA).

O Apelido "Tomate"

Engana-se quem pensa que o apelido do cantor (Tomate) tenha sido pela cabeleira vermelha sustentada na época da banda Rapazolla. A alcunha vem desde a infância, mais precisamente aos 7/8 anos de idade quando passava férias em Arembepe, uma praia que fica ao norte do litoral de Salvador, onde a sua família tinha uma casa de praia.
Nesta férias teve, pela sua mãe, a cabeça raspada, juntamente com seu irmão. E quando voltou para Salvador (BA) estava com a cabeça vermelha, fruto do intenso sol baiano, e visto isso, um amigo (Fred, segundo o próprio cantor) o alcunhou de Tomate, nome adotado para a carreira artística e que mais tarde, em 2007, veio a fazer parte do RG do cantor.